//
archives

Arquivo para

Bicicleta, colher, maçã

O filme do espanhol Carlos Bosch acompanha o ex-prefeito de Barcelona, Pasqual Maragall, nos dois anos seguintes ao diagnóstico de Alzheimer. São alternadas imagens de Maragall em casa ou na busca por um tratamento, depoimentos da família, entrevistas com médicos de diferentes países e, é claro, a investigação na busca da cura da doença. O filme tem … Continuar lendo

Homens com Cheiro de Flor

Tanto o roteirista, Emmanuel Nogueira, quanto o diretor, Joe Pimentel, explicam que o tema de que trata Homens com Cheiro de Flor, a pistolagem, despertou seu interesse por ser, na verdade, pouco abordado pelo cinema. Quando se fala em violência no sertão, é costume remeter ao passado, ao cangaço, enquanto as manchetes de jornal têm seguidamente estampado a ação dos matadores … Continuar lendo

Língua Materna

O filme argentino Língua Materna trata do que acontece quando uma mãe descobre que sua filha, com quase 40 anos, é lésbica. A diretora e roteirista do filme, Liliana Paolinelli, conta que lhe interessou a ideia de escrever um roteiro sobre o que viria depois de uma “bomba” como essa estourar. E a surpresa é que não há … Continuar lendo

Pássaros de Papel

Na noite de domingo, os dois filmes exibidos foram um exemplo extremo da diversidade de estilos da mostra competitiva de longa-metragens no XXI Cine Ceará. O primeiro filme, de Petrus Cariri, explorou prioritariamente a estética, transformando uma sinopse simples em um drama com grande profundidade psicológica, alcançando a dimensão do mito. A realidade em questão … Continuar lendo

Mãe e filha

Em O Grão, o primeiro longa de Petrus Cariry, anterior a Mãe e Filha, o diretor já tratou o tema da morte (morte da avó). Agora, ele fala novamente do luto, mas é a avó (no título ela é, na verdade, a mãe) que vive esse luto. A forma de abordagem da história, dividida entre a visão da … Continuar lendo

Todos teus mortos

Salvador é um camponês humilde que cria galos de briga – e demonstra grande apreço por esses -. Um dia, porém, encontra uma pilha de corpos em sua terra, no meio da plantação. A partir daí, ele procura as autoridades locais para denunciar o fato. Sua apatia e insegurança dificultam a tarefa, mas o problema … Continuar lendo

Assalto ao Cinema

Assalto ao cinema retrata uma juventude que, à semelhança da juventude cubana no filme Bilhete para o Paraíso, está sem rumo. O grupo de jovens, também com pouco ou nenhum relacionamento com a família; sem emprego ou outras perspectivas, decide  assaltar a um cinema. A ideia acaba se tornando um projeto real, um pouco pela  necessidade … Continuar lendo

Os últimos cangaceiros: um simpático casal de velhinhos

O documentário de Wolney Oliveira foi exibido ontem, com o teatro lotado. A edição explorou o contraste entre a vida que Durvinha e Moreno tinham, como cangaceiros, e depois, na época das entrevistas, a nova realidade, dos dois já idosos. O resultado foi algumas vezes engraçado e em outras chocante. Os pesquisadores entrevistados narraram alguns … Continuar lendo

Bilhete para o Paraíso

O filme cubano Bilhete para o Paraíso me deu o prazer de rever algumas ruas de Havana. É verdade que elas estão um bocado mais sujas e cheias de lixo do que quando passei por lá. Também fiquei feliz em ver o nome de meu maestro Eliseo Altunaga como consultor. O filme não decepciona: constrói … Continuar lendo

O Coro

O Coro não é uma obra para agradar ao público em geral, pois foge dos padrões “digeríveis” do cinema comercial.  No filme, acompanhamos desde a seleção dos participantes do coro até os ensaios. Mas essa é a história “aparente”, pode-se dizer. Algo mais ou menos como seguir o tomate em Ilha das Flores. O que … Continuar lendo

“Os Últimos Cangaceiros”: um novo olhar sobre o cangaço

Um dos destaques do Cine Ceará é a exibição hours concours  (fora da mostra competitiva) do documentário “Os Últimos Cangaceiros” (até bem poucos meses, com o nome de “O Altar do Cangaço“). Mas quando se fala em cangaceiros, logo surge a pergunta: foram “bandidos” ou “heróis”? E aparece gente para defender cada um dos lados, alegando conhecer testemunhas da época … Continuar lendo

Apresentação – E agora: ir ao teatro ou ao cinema? No XXI Cine Ceará, não há dúvida…

O Theatro José de Alencar, inaugurado em 17 de junho de 1910, completou cem anos de existência no ano passado. Embora tenha originalmente sido pensado como um teatro-jardim, só recebeu o jardim projetado pelo paisagista Burle Max 65 anos depois, em 1975. O local faz parte da memória arquitetônica e cultural do Estado e, agora, … Continuar lendo

XXI CINE CEARÁ: DIAS 08 a 15

junho 2011
S T Q Q S S D
     
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Atualizações Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.